Serviços

Blog

Blog da noiva

Conceitos básicos

Lightroom

Negócios

Linguagem

Foto Lida

Eureka

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • YouTube - Black Circle

Charbel Chaves Fotografia

Fotografia | Estúdio | Eventos | Cursos

Rua Maria Adame Pataro, 184

Barão Geraldo - Campinas, SP

+55 (19) 99756-3999

Ser caipira

Ser caipira não é ser simples com se pensa.

Ser caipira é ter muitas posses:

é ter uma bota surrada, 

um pote de barro com água fresca,

um ferro que moe o grão, 

uma beira de rio pra pescar,

um caminho empoeirado pra pisar, 

um cercado de taquara,

um pão cheiroso de manhã,

um sabiá cantador chegado de casa, 

um sino que chama de longe,

uma parede que mostra,

os poemas que o tempo escreve.

O caipira sabe que duvida,

por que conta o que imagina 

e imagina uma vida de moda de viola.

acredita que espera

por uma partida chorada,

com bolinho de chuva e vela,

com música e cheiro de mato.

Pois de música e cheiro de mato, o caipira é feito.

O caipira guarda no fundo do embornal

a sabilidade dos causos,

a mentira do amor e

a alegria do café no bule.

Não deixa o chapéu em casa,

ele gosta de sombra.

O dia é quente.

Não deixa a lenha acabar

sabendo que a noite é fria.

Não deixa a conversa parar por que tem vergonha de ficar nu no silêncio (a não ser que esteja sozinho).

Caipira quieto é medo de onça, 

filosofia em curso ou desconfiança.

Tudo muito perigoso.

Ser caipira é lidar lentamente, calmamente e diariamente

com toda essa vida.