Tipos de fotógrafos


Pra descontrair. Fiquem bravos, concordantes ou discordantes à vontade! Conheço todos os tipos. Onde você se encaixa?


Notei que existem 4 grandes áreas de preocupação para os fotógrafos: a prática fotográfica em si, a linguagem, o equipamento e vendas. Mas raramente estas áreas estão combinadas de forma equilibrada numa só pessoa. Aliás acho isso quase impossível. Então surgem “tipos” bem característicos de fotógrafos. Tenho certeza que você vai se identificar com algum desses, ou vai lembrar de um amigo próximo:


O Acadêmico: é o cara que raramente fotografa, mas estuda tudo o que pode sobre os grandes pensadores, os movimentos, a linguagem…mas resultado que é bom, quase nada.


O Entusiasta: é o determinado a fazer fotos caprichadas. Ele pratica bastante, mas falta linguagem, mas tem boa técnica.


O Artista: é o cara que consegue combinar muita prática com linguagem.


O Comercial: tem pouca técnica, pouca prática, falta-lhe linguagem, mas tá sempre trabalhando e vivendo de fotografia. Vende qualquer coisa pra qualquer pessoa. Basicamente, é um vendedor disfarçado de fotógrafo.


O Empresário: é o comercial que consegue equilibrar boa técnica com vendas. Ele se torna um fotógrafo comercial de qualidade e ganha uma boa grana com isso.


O Raro: a mistura do Artista com o Comercial, de forma equilibrada é quase inexistente. Sempre vai pender para um lado ou outro.


O Amador Rico: é o cara que tem grana pra gastar à vontade com equipamento. Compra tudo o que lhe passam na cara. Não adimite, mas no fundo no fundo acredita que equipamento é que faz a foto.


O Técnico: é o cara fissurado por equipamento, mas quer levantar uma grana para sustenta seu “vício”. Então trabalha comercialmente para ter sempre os últimos lançamentos.


O Importador: Se o camarada for muito Técnico e Empreendedor, vai começar a importar equipamentos. Logo se tornará um consultor de especificações técnicas para os colegas e rico.


O Pesquisador: é aquele que adora o equipamento, mas está sempre atrás de umas “fotos diferentes”. Se liga em IR, HDR, raios X, longa exposição (medida em dias!)…Mas de vez enquando descobre alguma coisa útil.


O Chato: é a mistura insuportável entre o Pesquisador e o Técnico. Se dois espécimes desse tipo se encontrarem, só 1 sobreviverá após uma incrível discussão sobre "defração lateral do sensor Bayer".


O Vik Muniz: só tem ele. Pesquisa, faz arte, escreve…Fiquei na dúvida, se ele não deveria estar no quadrinho do meio.


Observação 1: Todos os “tipos” são felizes, cada um à sua maneira.

Observação 2: Se alguém aí for bom de cartoon e quiser ilustrar o texto, fique à vontade! kkkkk


fotografia de, fotografo de, fotógrafo de, casamentos, eventos sociais, festas, retratos, corporativos, gastronomia, arquitetura, e-commerce, Campinas, Valinhos, Vinhedo, Jundiai, Hortolandia, Sumare, Nova Odessa, Americana  

Escola de, curso de fotografia, aula de, aulas de, mentoria, orientação profissional, empreendedorismo, arte, criativos, criatividade

  • LinkedIn
  • instagram
  • Facebook
  • YouTube
  • Twitter
  • pinterest
  • Flickr
  • SoundCloud
  • medium
  • behance

Charbel Chaves Fotografia

Fotografia | Estúdio | Eventos | Cursos | Marketing

Campinas, SP

CNPJ 33.337.161/0001-24