Blog

Conceitos básicos

Lightroom

Negócios

Linguagem

  • Instagram - Cinza Círculo
  • YouTube - círculo cinza
  • Facebook - círculo cinza
  • LinkedIn - círculo cinza
  • Pinterest - círculo cinza
  • Twitter - círculo cinza

Charbel Chaves Fotografia

Fotografia | Estúdio | Eventos | Cursos

Rua Valdemar Bertoldi, 420

Alvorada Parque - Paulínia, SP

+55 (19) 99756-3999

Propósito, eficiência e eficácia



Eficiência: fazer mais com o mínimo necessário de recursos. É fazer o que deve ser feito sem desperdiçar insumos (tempo, dinheiro, energia)

Eficácia: atingir o alvo. Chegar ao objetivo. Concluir a tarefa.

Esses dois conceitos são muito importantes. Não acho que um seja mais importante que o outro. Mas todos nós somos mais inclinados a darmos mais atenção a um ou a outro.Existem pessoas que são eficientes (não desperdiçam) mas estão sem alvos. E pessoas que chegam em seus alvos, mas percorrem caminhos mais longos do que é preciso.

Precisamos focar em “chegar lá”, e focar no processo também. Mas, nosso foco deve ser móvel, como se estivéssemos com um olho lá, outro cá. Por que o processo é professor, o processo é admirável, contemplável. Se você souber entender os processos que está vivendo, vai poder aprender mais, corrigir o que for bom pra você e provavelmente “chegar lá” com mais prazer e menos dor. O processo em si é fascinante. Aliás, já reparou que tudo na vida pode ser descrito como um processo? Somos feitos, refeitos e fazemos tudo dentro de processos. Alguns são mais lentos outros nos dão a ilusão de imediatismo, mas na verdade um acontecimento súbito é frequentemente a parte final ou o início de um processo.

Estamos numa sociedade de acesso de informação. Mas isso não é sinônimo de aprendizado, sabedoria ou conhecimento. Acesso à informação é como acesso ao pote de açucar na sua cozinha. O doce não existe porque você pode pegar o açucar. Faltam outros ingredientes, falta saber fazer, falta ter habilidade para fazer… ter informação não faz o conhecimento. Falta processo. E ter muita informação exige filtros, seleção e realização.

Também estamos rodeados o tempo todo de excesso de informação. O que muito raramente é sinônimo de bom. No muito é requerido critério. E critério é elemento de formação de qualquer processo. As coisas acontecem (ou devem acontecer) porque determinados critérios existem ou são definidos. Nunca se escreveu tanto, se patenteou tanto, se publicou tanto. Mas a irrelevância é predominante.

Filtrar é uma das capacidade mais exigidas nesse nosso mundo de informação. Não perder tempo com o desnecessário, não incluir o inútil, evitar a ambiguidade, aprimorar a concisão. Não há tempo para tudo. É duro, eu sei. Eu também me interesso por muitas coisas legais, belas, interessantes, mas não dá. Ninguém no mundo tem tempo suficiente para fazer tudo o que deseja, então a saída é “enquadrar” (para ser fotógrafo, um pouco), selecionar, filtrar. Faça um recorte e concentre-se no "tema".

O método científico tem como procedimento básico o recorte do tema. Pra você pesquisar sobre algo, precisa afunilar o tema. Para isso será necessário estudar muitas coisas que orbitam ao redor, mas existe um núcleo específico e nítido que é o objeto do trabalho científico. A vida precisa ser assim também em alguma medida, se você quer ser produtivo e relevante para a sociedade ao seu redor.

Mas antes de mais nada é preciso haver propósito. O propósito está nas conexões que fazemos entre nossos temas e a vida, os assuntos e as pessoas, as coisas e a feitura. Outra tônica do nosso tempo é a conectividade. Mas tudo o que fazemos durante um dia se conecta com um propósito? Ou dispersamos tempo, energia e dinheiro em "pontas soltas"? Se nossos pequenos passos diários nos levam para mais de um caminho, vamos chegar a algum lugar, algum dia? Não conectar todas as ações (ou o máximo delas) à um propósito é a definição cabal da ineficácia e ineficiência. É como ter vários mapas com caminhos traçados e pontos de chegada assinalados e querer chegar em todos eles ao mesmo tempo.

"O inferno é um lugar onde nada se conecta com nada" Vartan Gregorian, citando Dante.

Sendo assim, o propósito é primário. É para ele que minhas metas apontam e existem. E minhas ações diárias, semanais, mensais são passos na direção delas. Cada passo tem sua energia requerida. É preciso alinhamento. É preciso saber que a vida de ninguém é feita de caixas estanques e que todas as áreas se comunicam de alguma forma e se interferem (família, trabalho, finanças, estudos, fé, saúde...).

Para chegar a algum lugar que valha a pena é preciso equilibrar todos esses "pratos" que estão em constante movimento. É preciso reconhecer as suas relações e fazer escolhas. Mas cuidado com o excesso de opções. Ele não parece, mas dificulta o processo diário de escolhas.

Não tenha metas nem métodos se você não tem um propósito.