Blog

Conceitos básicos

Lightroom

Negócios

Linguagem

  • Instagram - Cinza Círculo
  • YouTube - círculo cinza
  • Facebook - círculo cinza
  • LinkedIn - círculo cinza
  • Pinterest - círculo cinza
  • Twitter - círculo cinza

Charbel Chaves Fotografia

Fotografia | Estúdio | Eventos | Cursos

Rua Valdemar Bertoldi, 420

Alvorada Parque - Paulínia, SP

+55 (19) 99756-3999

Pergunte pra ela



Uma coisa muito importante na formação de um fotógrafo é a leitura. Ler bons textos sobre fotografia, artes, comunicação, poesia, filosofia... é ótimo. Mas acima e além desses eu acredito que precisamos ler e interpretar fotografias já que elas são nosso objeto principal de trabalho. Um fotógrafo têm a obrigação de ser um bom leitor de imagens. Apegue-se, colecione, gaste um pouco de dinheiro com fotolivros. Hoje em dia a internet e mesmo o mercado livreiro tem muitos, mas muitos mesmo, títulos de livros de autor. Aqueles livros de uma série, fase, ou da carreira, ou uma síntese do trabalho fotográfico de alguém. Algumas excelentes editoras/publicadoras que oferecem títulos na área de fotografia são a GGili, Ipis, Cosac Naif (já extinta, mas com títulos ainda à venda), Instituto Moreira Sales, Editora Photos, Alta Books, Magnum, Senac, Phaidon, Bookman e muitas outras.

No Brasil e no exterior, esses livros de portfólio (livros de autor) são amplamente publicados. São caros, lindos e permanentes. Um livro de um bom fotógrafo é uma joia pra você e para sua família. Agora, saber ler esse tipo de livro é uma atividade incrível. Pode ser muito uma experiência muito mais intensa e didática do que a maioria das pessoas imagina. Um bom livro de fotografias, se bem lido/relido, vale mais que muitos cursos de fotografia. Mas isso vai muito além de folhear e admirar. Eu acredito que fotografias são excelentes convites para reflexão. E toda reflexão é um diálogo, cheio de perguntas e respostas ou reticências. Além disso, assim como qualquer bom livro textual, um livro de fotografias muda com o tempo. Revisitar livros/fotografias traz antigas e novas questões. Como mudamos como pessoas no decorrer do tempo, o livro revisto em outros tempos, com outros olhos, com outro repertório interno, trará novas perguntas e novas respostas. Bem, mas quais perguntas podemos fazer? Talvez as possibilidades sejam infindáveis. Mas vou sugerir aqui algumas perguntas divididas em grupos para que você possa praticar essa “conversa” com suas próprias fotografias e principalmente com fotografias de outros autores. Primeiro pergunte o básico

  • O que? O que é isso que vejo na imagem? O que é cada elemento?

  • Quem? Quem são as personagens? Quem é o autor?

  • Como? Como foi feita essa imagem? Tente descobrir olhando, tudo o que puder sobre ela. Movimento, abertura, tipo de câmera, tipo de luz...

  • Onde? Há uma indicação geográfica? É um lugar publicamente conhecido? Ou não? O de essa imagem está ou foi publicada?

  • Por que? Qual o motivo dessa imagem existir?

  • Quando? A imagem é datada? Pertence a uma determinada e explícita época?

Indo um pouco mais fundo

  • Você classificaria a imagem dentro de algum momento histórico?

  • Você classificaria a imagem dentro de algum estilo?

  • Você classificaria a imagem dentro de alguma categoria de mercado fotográfico?

  • Ela é inovadora de alguma forma?

  • Para quem essa imagem interessa mais?

  • Para que a imagem se destina? Publicidade? Arte? Jornalismo? Memória familiar?

  • Que nível de objetividade/subjetividade ela traz?

  • A fotografia faz alguma citação clara a algum filme, peça publicitária, a outra fotografia ou a algum quadro célebre?

Sobre a composição

  • Ponto de entrada. Quando você olha para essa fotografia, onde seus olhos iniciaram o percurso? O que faz desse ponto, um ponto irresistível?

  • Linhas. Elas conduzem seus olhos a algum ponto específico? Existe algum tipo de brincadeira com elas? Elas dividem o quadro de alguma maneira?

  • Pesos. Existe algum elemento claramente mais destacado? Como isso foi conseguido? Por desfoque do fundo, por proximidade, por posicionamento, por características próprias do elemento? O que isso pode indicar? Existem elementos secundários? Ou desnecessários? Foi proposital, evitável ou inevitável?

  • Enquadramento. O que há dentro e fora do quadro? Como o autor se posicionou para ter este resultado? Existem quadros composicionais dentro do enquadramento principal? Você ficou instigado a saber o que havia além do enquadramento?

  • Ponto de vista. Superior, inferior, por trás, por cima...isso significa alguma coisa metaforicamente? A escolha do autor modificou o significado básico da imagem?

  • Luz. A luz significa algo? Enfatiza algo? Esconde algo nas suas sombras? Qual a cor dela? É suave? Ou dura? É possível presumir o tipo de fonte luminosa (sol, flash, uma janela...)?

  • Perspectiva. Existe uma profundidade física na cena ou é uma imagem mais plana? Essa perspectiva foi intensificada de alguma forma, ou lhe parece natural?

  • Exposição. Muito clara? Muito escura? Silhueta? Há algum estouro proposital de luz?

  • Nitidez. Qual o nível de nitidez ou de preocupação com ela? Há ruído digital na imagem? Se sim, é possível dizer que o autor usa este ruído propositalmente?

  • Fundo. É um fundo limpo? Nítido ou desfocado? Existe algum diálogo entre ele e o assunto? A narrativa da cena ganha força com ele? O fundo foi bem escolhido? Você faria diferente?

  • Planos. Além do fundo e do assunto, existem planos extras (antes do assunto ou entre o assunto e o fundo)? Existem ações importantes ou interessantes em cada plano? Há algum tipo de sincronia entre eles? Há algum tipo de contraste entre eles?

  • Cores. Existe alguma harmonia, ou desarmonia proposital? Existe algum significado específico nisso? Elas estão saturadas, desnaturadas ou alteradas propositalmente? Seria mais eficiente não tê-las (PB)? A paleta de cores é ampla e rica ou reduzida? Como isso impacta a imagem?

  • P&B. Imagens monocromáticas deixam as texturas, formas e os contrastes em evidência. Isso significa algo específico na imagem? P&B é parte importante da linguagem do autor? Tem algo a ver com a época retratada? Sendo P&B, como é a distribuição de tons? A imagem é predominantemente escura? Ou não? O preto é preto mesmo?

  • Lente utilizada. Nem sempre é fácil descobrir qual lente foi usada simplesmente olhando a foto final. Mas lentes como olho-de-peixe, grande angulares e macros são mais evidentes e podem ter sido usadas com algum propósito específico. A relação entre a distância focal e a abertura também pode ser percebida. Distâncias focais grandes e aberturas grandes tende a gerar desfoques de fundo mais evidentes. Saiba mais sobre isso aqui.

  • Movimento. É uma cena estática ou em movimento? Se há movimento, de onde para onde as coisas caminham? Há algum arrasto proposital de obturador? Ou congelamento intenso do movimento?

  • Alusões. Existem sombras, reflexos ou vultos? Isso adiciona impacto visual? Ou adiciona alguma informação narrativa? Colabora para a criação de algum mistério?

  • Geometria. O ambiente cria ou apresenta alguma geometria importante? Isso organiza a cena visualmente? Existem estruturas físicas que compõe o cenário? Se elas não estivessem presentes, haveria alguma perda na comunicação ou no impacto da cena? A imagem ficou demasiadamente "estruturada", ou isso foi bom? A geometria tornou-se protagonista? Ou é apenas um atrativo forte?

  • Inclinação e orientação. A foto está na vertical ou horizontal? Existe inclinação proposital na cena? O quadro tem algum formato específico? Existe alguma relação de estado emocional com a inclinação?

Se houver pessoas na cena

  • O que elas fazem?

  • Estão posando ou foram “espiadas”?

  • Quem são? Gênero, idade, aparência.

  • São anônimas? Ou são personalidades conhecidas?

  • Elas representam algum tipo específico de pessoa?

  • Como vivem?

  • O que estão realizando? Ou, o que realizaram na cena?

  • Como olham? Como é e o que olham?

  • Existe alguma expressão emocional?

  • Existem relacionamentos visíveis entre elas?

  • Existe alguma ausência percebida no quadro?

Se não há pessoas

  • Existem rastros deixados por pessoas?

  • Existem ambiguidades?

  • Algo impreciso, irreconhecível?

  • Existem contrastes simbólicos?

  • Qual o nível de simbologia há nem cada elemento?

  • Há algum senso de humor?

  • Há alguma ironia?

  • Há algum conflito?

  • Existem rastros do tempo?

  • Existe alguma denuncia clara?

Outros elementos

Outros elementos narrativos que podem compor a cena e terem uma função de destaque, questionamento simplesmente compõe o todo mas são relevantes:

  • A natureza, sua beleza, a degradação ou conservação...

  • A religião, seus objetos de fé, suas manifestações, sua função, seus abusos...

  • A gastronomia, os encontros, a feitura, as peculiaridades...

  • As atividades cotidianas da vida, pequenas belezas do dia-a-dia.

  • As mulheres, seus cuidados, seus sofrimentos, suas alegrias, sua função social...

  • As crianças, sorrisos, brincadeiras, brinquedos, grupos, situação social...

  • Os velhos, seu valor/desvalor, sua aparência, pele, olhar, interações...

  • Os animais, selvagens, domésticos, usos, relações...

  • As roupas, cores, estado de conservação, indicações sociais, religiosas, geográficas...

  • As mãos e pés, revelam o trabalho, a vida, as ações...

  • A água, seu acesso, sua qualidade, tudo o que gira em torno dela...

  • O dinheiro e suas relações.

  • O trabalho e suas relações.

  • A arquitetura, a conservação, onde as pessoas moram, símbolos de poder, de história, de convívio. Estilos, reformas, mudanças, variedade, simplicidade, ostentação....

  • O clima, a sua influência na vida, na agricultura, na cidade, no comércio e no desenvolvimento do local.

  • Os sentidos além da visão. Sabores, odores, texturas e sons, de alguma forma são visíveis?

  • Manifestações artísticas.

  • Manifestações regionais

Sobre você

  • Algo nesta imagem significa algo especificamente para você?

  • O que mais te chama a atenção nela?

  • Existe alguma memória emocional que a imagem despertou?

  • Existe alguma emoção boa ou ruim que você nem entende direito, mas sentiu?

  • Houve em você algum desejo em ter sido o autor dessa imagem?

  • Essa imagem te fez lembrar de alguma imagem sua?

  • Ela te surpreendeu em algum aspecto?

  • Você diria que há algum traço criativo específico?

  • Você classificaria como uma imagem bela?

  • Se essa imagem fosse de sua autoria, que nota você daria a ela?

  • Se essa imagem fosse de sua autoria, você tentaria fazer diferente?

No tempo

  • No tempo (data ou ocasião) em que a imagem foi capturada, há algo especial?

  • Esta imagem soará diferente pra vc ou pra outros daqui a 1 ano, 10 anos ou 50 anos? Diferente em quais aspectos?

  • O tratamento de imagem, sua finalização, seu acabamento são datados?

  • Na cena retratada, qual a relação com o passado (imediato ou distante) e qual a expectativa de futuro (imediato ou distante)?

  • Quais elementos visuais denunciam a data ou época da cena?

O conjunto

  • Existe um conceito que interliga todas as imagens?

  • Você consegue ver este conceito claramente nas imagens ou foi influenciado por algum texto ou pré conhecimento sobre elas?

  • A sequência apresentada é importante?

  • Imagens justapostas numa mesma página estão relacionadas de alguma maneira?

  • A decisão da sequência coube ao autor? Ou a outra pessoa?

  • Qual é a história do livro? É fruto de uma série autoral, ou uma exposição, ou resume uma fase do autor...

  • Quem escreveu a apresentação/prefácio? Qual a relação dessa pessoa com o autor?

Pergunte sobre o autor

Para isso provavelmente você vai lançar mão da internet ou outro livro que fale da vida, crítica e obra do autor.

  • O autor ainda está vivo?

  • Qual a trajetória fotográfica dele?

  • Ele começou como e onde, e como está hoje?

Se sabemos que as fotografias são pelo menos em parte um espelho de seu autor, é útil tomar conhecimento de quem ele é. Sua história, origem geográfica, social, religiosa, política, dramas pessoais, temperamento, engajamentos... Avalie em que nível as forças internas e externas do/sobre o autor influenciam sua criação. Mercado, publicidade, editorias, financiadores, modismos, ideologias.

Títulos, textos e legendas

  • Existem títulos nas imagens?

  • Se você olhar apenas para a imagem, daria outro título pra ela?

  • Em que nível o título que foi dado direcionou o significado da imagem?

  • É possível dizer ou presumir se a imagem ganhou o título depois ou foi o resultado dele?

  • Há textos descritivos/explicativos? Se sim, em que nível eles ajustam o significado das imagens?

Concluindo

E por fim, indo além da imagem...pergunte-se “e se”. E se a imagem tivesse sido feita de outra maneira, de outro ângulo, em outro momento... esses “e se” são para a sua mente, para a sua aplicação pessoal, para a sua imaginação, para colocar você virtualmente na situação em que o autor estava ou em uma situação alternativa. Como você pode perceber nem todas as questões levantadas são aplicáveis a todas as fotografias do mundo. Mas este é um pequeno guia pra você começar a fazer perguntas aos livros de autor e as imagens. Pense nelas mas também crie as suas próprias questões. Espero que as conversas sejam boas.