Na minha mochila



Quem me conhece pessoalmente sabe que eu adoro um kit de equipamentos pequeno, leve e cheio de recursos mas com poucos itens. Pensando nisso, eu sempre estou melhorando a minha “mochila padrão”. Ela tem diminuido de tamanho e peso com o passar dos anos. Realizar um documentário fotográfico geralmente nos induz a levar muito equipamento para campo, mas é preciso desenvolver critérios na escolha dos itens, especialmente se o projeto inclui viagens de avião, barco ou longos trechos à pé carregando a tralha toda. A menos que haja alguma especificidade no projeto, o equipamento padrão pra mim é: Mochila: Uma mochila tipo sling da InCase (foto). É daquelas de uma alça apenas e que escorregam das costas para o peito com muita praticidade. No meu caso, uma das câmeras fica pendurada do lado esquerdo do meu corpo por uma alça lateral. A mochila escorrega das costas para o peita pelo lado direito. Isso me deixa com as duas mãos livres para pegar ou guardar qualquer coisa, sem ter que usar um apoio ou o chão para a mochila. Câmeras: Uso 2 câmeras Fujifilm X-T2. É uma câmera sem espelho, bem pequena, com ótimo arquivo (24Mpx) e cheia de recursos bem úteis para documentários e fotografia de rua (corpo resistente à intempéries, GPS, Wi-Fi, LCD articulado, disparos contínuos bem rápidos e um auto-foco muito eficiente mesmo no escuro). Mas, como toda câmera, não é perfeita, a bateria dura pouco, então sempre levo várias extras. Eu usava Nikon (2 câmeras D750) até o final de 2016 e considero um excelente equipamento além de que tenho que fazer justiça aqui: não existe equipamento mais robusto que câmeras Nikon. Mas a praticidade, tamanho, peso e qualidade óptica das lentes Fujifilm me conquistaram e a partir 2015 fui migrando para o novo sistema. Estou muito satisfeito. Lentes mais frequentes: Fuji 10-24mm f/4 - Para paisagens e/ou eventos. Fica na câmera 1

Fuji 56mm f/1.2 - Retratos e detalhes. Fica na câmera 2. Fuji 50-140mm f/2.8 - Fotos à distância e detalhes. Fuji 35mm f/1.4 - Retratos e noturnas

Fuji 14mm f/2.8 - Para paisagens. Filtros: Filtro polarizador (da marca B+W) e filtro de densidade neutra variável (da marca Tiffen). Só uso filtros em caso de necessidade real. Minhas lentes estão sempre que possível, sem nada acoplado à elas. Assim desfruto do máximo de nitidez que elas podem entregar ao sensor. Cartões extras: Geralmente tenho 4 deles fora os que estão nas câmeras. Ficam acondicionados em um porta-cartões. Uso cartões de 32Gb da marca SanDisk. Nunca me deixaram na mão. Baterias extras: Levo em média 4 a 6 baterias extras (e um carregador) nas viagens. As câmeras mirrorless consomem bastante energia e as baterias são pequenas fisicamente, o que limita bastante a autonomia. Sempre levo um multi-adaptador de tomadas. O Brasil é diversificado em tudo, até em tipos de tomadas! Kit de limpeza: Pincel, álcool isopropílico e paninho padrão de limpeza. Câmeras sem espelho sofrem mais com partículas de pó no sensor, por isso é preciso aprender a usar um kit básico de limpeza em qualquer lugar. Também é uma boa prática, não ficar trocando de lente em qualquer lugar e sem um motivo especial. A troca é a oportunidade de sujar seu sensor. Trabalhar com duas câmeras iguais facilita isso e deixa a captura de imagens mais rápida. Multi-ferramenta: Uso uma Skeletool da Leatherman. Sou doido por esse tipo de ferramenta. Aproveito o ofício de fotógrafo para estar sempre com uma dessas. Já me foi útil em muitas situações. Mas é bom lembrar aos desavisados: não é possível embarcar com esse tipo de equipamento em vôos comerciais! Esse, na verdade é o item menos necessário pra mim, mas gosto de levar sempre que posso. Tripé: Manfrotto BeeFRee. Muito leve, pequeno e suficientemente forte para o tamanho do equipamento que eu uso. Não é um tripé "pro". Foi desenvolvido para uso em viagens com a família. Mas é mais que suficiente pra mim. Já deixo uma sapata de tripé acoplada em cada uma das câmeras. Flash: Fuji EF-X500 e 4 pilhas recarregáveis (e seu carregador) da Eneloop Pro da Panasonic. É raro eu usar o flash em documentários, mas já aconteceu. Câmera de Ação: Além das duas Fujifilm, sempre tenho uma GoPro comigo. Atualmente uso a GoPro 4 Black. Uso para time-lapses, lugares alagados, lama, chuva…ela gosta desses ambientes! Tem que levar um pacotinho de pequenos acessórios para ela, mas nada que faça muito volume na bagagem. Celular: gravo uns “bastidores” para meu planejamento de documentários futuros, para aulas ou para alguma divulgação do projeto no meu site e redes sociais. Tenho um suporte de celular para ser acoplado na sapata de flash da câmera. Muito prático. Isso cria uma “visão primeira pessoa” na filmagem. E como fica bem próximo de mim, posso ir falando e o áudio é captado com suficiente qualidade. Uso um Moto G Plus. Vestuário: O tipo de roupa e a quantidade deve ser pensada de acordo com o local, o tempo de duração do trabalho e o clima. Mas há alguns outros itens que sempre deixo na própria mochila: Repelente, protetor solar, documentos pessoais e algum dinheirinho pro café. Por que sem café eu não funciono! Edição e segurança: Sempre uso câmeras com 2 slots de cartão SD. Quase todos os novos modelos de quase todas as marcas tem essa facilidade agora. E sempre uso o segundo slot como backup. Isso já me dá uma cópia extra por segurança. Levo notebook de 13" e 2 HDs externos para backup que não ficam na mochila, ficam na hospedagem ou base de apoio onde a equipe se instala em viagens mais longas. Se a viagem é curta (até 2 dias) vou somente com o equipamento da mochila e um tablet para alguma edição rápida e publicação em redes sociais. Para tratamento rápido das imagens uso o Snap Seed e/ou Lightroom Mobile. Crédito: A foto que ilustra a capa deste post foi feita pela amiga e fotógrafa Helena Pazzeti.


fotografia de, fotografo de, fotógrafo de, casamentos, eventos sociais, festas, retratos, corporativos, gastronomia, arquitetura, e-commerce, Campinas, Valinhos, Vinhedo, Jundiai, Hortolandia, Sumare, Nova Odessa, Americana  

Escola de, curso de fotografia, aula de, aulas de, mentoria, orientação profissional, empreendedorismo, arte, criativos, criatividade

  • LinkedIn
  • instagram
  • Facebook
  • YouTube
  • Twitter
  • pinterest
  • Flickr
  • SoundCloud
  • medium
  • behance

Charbel Chaves Fotografia

Fotografia | Estúdio | Eventos | Cursos | Marketing

Campinas, SP

CNPJ 33.337.161/0001-24