Blog

Conceitos básicos

Lightroom

Negócios

Linguagem

  • Instagram - Cinza Círculo
  • YouTube - círculo cinza
  • Facebook - círculo cinza
  • LinkedIn - círculo cinza
  • Pinterest - círculo cinza
  • Twitter - círculo cinza

Charbel Chaves Fotografia

Fotografia | Estúdio | Eventos | Cursos

Rua Valdemar Bertoldi, 420

Alvorada Parque - Paulínia, SP

+55 (19) 99756-3999

Modo fotográficos de exposição


A sua câmera provavelmente tem uma seletor de Modos de funcionamento como este.


Para entender como ele funciona, vamos começa pelo modo Manual (M).

A câmera produz a imagem baseado em 3 parâmetros básicos: ISO, abertura e tempo. Se você não faz idéia do que é isso, leia este artigo. Se aumentarmos o ISO, a imagem fica mais clara, se aumentarmos a abertura, a imagem fica mais clara e se aumentarmos o tempo, também. O contrário também é verdade.

A exposição fotográfica é a combinação de ISO, abertura e tempo que usamos para fazermos uma foto mais clara ou mais escura. Além de clarear ou escurecer a imagem, o tempo é responsável também pelo "congelamento"ou "borramento"do movimento na fotografia. A abertura, além de controlar a quantidade de luz que chega ao sensor, também controla a profundidade de campo. ISO, Abertura e Tempo são a base de tudo na fotografia.

Quando estamos em Modo Manual, a câmera aceita qualquer valor de ISO, Abertura e Tempo, e nos indicia no fotômetro, se a imagem ficará subexposta (valor negativo, imagem mais escura que o padrão) ou sobrexposta (valor positivo, imagem mais clara que o padrão).

O fotômetro é uma "régua", um indic. Pode ser visto na ocular da sua câmera ou, em alguns modelos, na tela de LCD. Para ler o valor medido pelo fotômetro, aponte a câmera para um assunto e pressione o disparador até a metade do seu curso.


Quando o fotômetro indica o centro (zero) é sinal que a imagem, no geral, ficará "corretamente"exporta. Na grande maioria das vezes é isso que desejamos.

Modo Manual

Sempre que vamos fotografar, a primeira coisa que devemos nos preocupar é com o ISO. O ISO deve ser compatível com o nível de luz que temos no local fotografado. Por exemplo:

Praia, dias de muito sol: ISO 100 ou 200

Dias nublados ou fim de tarde: ISO 400 ou 800

Locais internos, noturnos, escuros: ISO 1600 ou maior.

Depois de decidido o ISO, passamos a pensar no assunto. Se nosso assunto estiver em movimento e quisermos congelar este movimento, é preciso priorizar o tempo. Usando um valor de tempo pequeno, teremos uma cena congelada, usando um valor de tempo grande, teremos um borramento na imagem. Por exemplo: para uma cena de uma criança num pula-pula em uma festa de aniversário, um valor de 1/500s ou 1/1000s irá congelar o movimento.

No entanto, quando usamos um tempo pequeno como este, precisamos compensar a entrada de luz na abertura. Um tempo pequeno permite que o sensor "veja"a cena rapidamente e isso pode ser insuficiente para capturar a imagem, então abrimos mais a lente ajustando a Abertura.

No caso de cenas sem movimento, podemos pensar em termos de Profundidade de Campo. Quem controla a profundidade de campo é a abertura. Se quisermos por exemplo, uma cena com bastante profundidade de campo, ou seja tudo nítido, precisaremos usar uma abertura pequena (f/11 por exemplo). No entanto, essa abertura entrega pouca luz ao sensor, assim sendo temos que compensar usando um tempo de exposição maior.

Resumindo, abertura e tempo são como dois pratos de uma balança. Se fecharmos muito a abertura, temos que aumentar o tempo de exposição. E vice-versa.

No modo Manual, os ajustes estão em nossas mãos. Podemos fazer deliberadamente uma cena muito escura ou muito clara. O fotômetro apenas nos indicará isso, a imagem será feita.

Nos outros modos a coisa muda um pouco:

Prioridade de abertrua (A ou Av):

Você escolhe o ISO e a Abertura conforme a profundidade de campo que deseja para a imagem e a câmera irá escolher o Tempo que deixará a imagem bem exposta, ou seja com o fotômetro indicando o "zero"(centro).

Usamos o modo A (ou Av) em situações de cenas/assuntos parados (retratos, paisagens...) onde queremos decidir a profundidade de campo através do ajuste da abertura.

Prioridade de tempo (S ou Tv):

Você escolhe o ISO e o Tempo conforme o nível de congelamento ou borramento que deseja para a imagem e a câmera irá escolher a Abertura que deixará a imagem bem exposta, ou seja com o fotômetro indicando o "zero" (centro).

Usamos o modo S (ou TV) em situações de canas com movimento (animais, crianças, cenas urbanas, esportes, dança...) onde queremos interferir na aparência do movimento, congelando-o ou deixando-o borrado.

Modo automático (Auto):

A câmera irá automaticamente analisar a cena focada e tentar identificar que tipo de cena é. Com isso ela, sozinha, irá decidir qual abertura, tempo e ISO deve usar. Em termos de fotografia profissional, esse modo nunca é usado, pois o fotógrafo profissional deseja ele mesmo decidir sobre a aparência da imagem de forma criativa e objetiva.