Imaginação


Existem muitas maneiras de entender a imaginação. Gosto de pensar que ela é uma biblioteca dentro de um laboratório.

A imaginação é como uma máquina de criar realidades. Não são realidades reais! São realidades imaginárias! Eu, sei. Essa frase não ajuda em nada. Mas é assim mesmo. Imaginar é entrar num ambiente de criação que não possui todas as bases da realidade. Podemos imaginar um mundo sem gravidade, sem dor, sem medo, sem dinheiro, sem limites, sem cidade, sem tecnologia, com o oposto de tudo isso, mais leve, mais intenso, comprimido, expandido… o que você quiser. Ou, melhor ainda, um mundo com coisas que não existem. Ou que ainda não existem.

Imaginar é sempre construir rompendo algo. É um local onde podemos fabricar cenários inexistentes e coisas literalmente irreais (sonhos, idéias, conceitos). O mais importante dela é que essa irrealidade toda possibilita experimentação virtual. Este laboratório interior é seguro e tão poderoso e fascinante que algumas pessoas "de jaléco branco" não conseguem sair mais de lá. Ou se refugiam lá quando o mundo aqui fora está insalubre.

Além disso, este laboratório está recheado com uma “biblioteca”. Essa biblioteca é tudo o que já experimentamos ou presenciamos no mundo sensorial ao nosso redor. Tudo o que já ouvimos, vimos, falamos, comemos, assistimos, pensamos, estudamos, lemos… tudo serve de insumo.

Os cientistas frequentemente projetam modelos teóricos. Trocando em miúdos um modelo teórico é um cenário, um ambiente, um conjunto de coisas ou forças que só existem no papel ou numa planilha de computador. Isso é imaginação! Se você ainda não tentou, precisa aprender a fazer é usar o laboratório. E logo vai sentir-se bem lá dentro. Vai sair de lá com muitas possibilidades. Mas também é preciso aprender a enfrentar o mundo fora do laboratório. Podemos sair armados de lá com ferramentas que aliviem a vida no mundo exterior.

Na fotografia temos muitas possibilidades de trabalho baseado na imaginação. Muitos artistas visuais estão na área da surrealidade, da fantasia, do mundo interior, nos estados alterados de percepção. Existem alguns trabalhos incríveis.

E não é de hoje. Veja o trabalho histórico de Philippe Halsan, retratando o surrealista Dali, em 1981! (sem photoshop! rsrs)


Outros grandes artistas que eu admiro e acompanho:

Tommy Ingberg

http://ingberg.com/


Louis Blanc

http://foto.espm.br/index.php/sem-categoria/os-corpos-escultoricos-de-louis-blanc/


Danny Bittencourt

www.dannybittencourt.com


Irina Dshul

https://500px.com/irinadzhul


Brno Del Zou

http://brnodelzou.ouvaton.org/v2/


Noell Oszvald

www.flickr.com/photos/noellosvald/


Yusuf Kartal

https://www.flickr.com/photos/98685342@N02/10697168894


“A imaginação é mais importante que o conhecimento”

Albert Einstein


fotografia de, fotografo de, fotógrafo de, casamentos, eventos sociais, festas, retratos, corporativos, gastronomia, arquitetura, e-commerce, Campinas, Valinhos, Vinhedo, Jundiai, Hortolandia, Sumare, Nova Odessa, Americana  

Escola de, curso de fotografia, aula de, aulas de, mentoria, orientação profissional, empreendedorismo, arte, criativos, criatividade

  • LinkedIn
  • instagram
  • Facebook
  • YouTube
  • Twitter
  • pinterest
  • Flickr
  • SoundCloud
  • medium
  • behance

Charbel Chaves Fotografia

Fotografia | Estúdio | Eventos | Cursos | Marketing

Campinas, SP

CNPJ 33.337.161/0001-24