Capacidades fundamentais


Essas capacidades devem ser buscadas constantemente por artistas e gestores. Se você tem ou pretende ter um negócio na área da fotografia, isso é especialmente importante. Entre o mundo da arte pura (um mundo raro) e o mundo do mercado existe uma infinidade de possibilidades. E para estar nessa interseção é preciso preparo e empenho. As cinco capacidades listadas abaixo podem ser desenvolvidas. Ninguém nasce com isso tudo pronto e em 100%. Mas existem pessoas que nascem com algumas delas já bem fortes. De qualquer maneira eu e você podemos e devemos trabalhar nestes pontos como forma de aumentar nossa capacidade de realização.


Foco

  • Foco é dominar e desempenhar intensamente as suas atividades-chave. É comum dispersarmos tempo, energia e dinheiro em atividades que não são fundamentais. Na fotografia isso é especialmente verdade em várias etapas do fazer fotográfico.

  • Lutar contra a procrastinação sempre, é como lutar para emagrecer. Existem forças externas e internas que levam as pessoas a procrastinar. Uma estratégia simples contra ela é executar 1 tarefa muito importante por dia. De preferência no início do dia. Depois que começa o processo de resolver as coisas pendentes, ele mesmo se realimenta e ganha força.

  • O conceito de enquadramento é básico na fotografia. Ele nos ensina que uma imagem bem construída é aquela da qual tiramos o que não interessa. Faça isso com todas as suas atividades.


Simplificação

  • Descomplicar ao máximo o entendimento e a execução dos processos. Quanto mais precisamos nos acostumar com um processo mais simples ele deve ser. Quanto mais simples, maior a chance dele se tornar um hábito.

  • Identificar e eliminar etapas ou “manias” desnecessárias. Todos nós temos o "nosso jeito". Mas não prestar atenção nele buscando eliminar etapas ou detalhes desnecessários ao fazer alguma atividade é acostumar-se com o atraso.

  • Tornar as coisas simples implica em abrir mão de detalhes e eventualmente caprichos pessoais. Isso é uma luta individual. Mas esse desprendimento pode ser motivado pelos resultados. Assim que percebemos que simplificar agiliza, ficamos mais propensos a continuar nessa empreitada.

  • Quase sempre, simples é sinônimo de eficiente. Mas simplificar ou criar algo simples é muito difícil.


Criatividade

  • Buscar a inovação sempre demanda educação continuada. A única coisa constante no mundo é a mudança. Em termos de negócios, isso é especialmente verdade. Assim que você se acostuma com um padrão, o padrão começa a mudar. Adaptação é uma qualidade humana incrível, mas alguns humanos deixam isso de lado e sofrem as consequências em seus empreendimentos. É preciso continuar, aprender coisas novas e aprender a aprender de novo.

  • Livrar-se da armadilha do “romper conceitos”. Mudar é bom e necessário, mas tome cuidado para não mudar apenas pelo prazer de mudar (uma doença pós-moderna). Tudo tem a hora certa de mudar. E algumas coisas exigem estabilidade. Anelise bem.

  • Muitas atividades no futuro próximo serão substituídas por sistemas eletrônicos, robôs e computadores. Não podemos afirmar precisamente quando ou quanto. Mas o que certamente não serão substituídas são atividades que demandam criatividade (capacidade de criar) e singularidade (aquilo que somente você faz, de uma maneira própria).

  • Adotar o aprofundamento dos conhecimentos e habilidades. A educação é uma das áreas que mais foram e estão sendo afetadas pela revolução da era da informação. As possibilidades de estar sempre estudando são incríveis hoje em dia. O professor deixou de ser a fonte de informação (já a algum tempo) e passou a assumir outros papéis que eu pessoalmente, acho fascinantes. Além de precisarmos do aprendizado constante, precisamos do aprofundamento dele. Isso demanda dedicação.


Ética

  • Ética é um insumo cada dia mais raro. Num mundo cada vez mais relativo, pessoas que vivem sobre princípios e valores estáveis se destacam. O que pode (e eventualmente deve) ser mutante são as ferramentas, processos e técnicas. Princípios e valores são rochas. É sobre eles que construímos nosso fazer diário.

  • Profissionais éticos serão garimpados pela sociedade e pelo mercado cada vez mais. Conforme o sistema se degrada, o retorno à esses fundamentos se intensifica. A pós-modernidade é por si só insustentável como está. Na sua busca constante de desconstrução (simplesmente pela desconstrução) ela está corroendo os alicerces da sociedade, das relações humanas e comerciais. Logo os prejuízos serão tão grandes que o movimento de volta em busca de valores familiares, sociais, comerciais, educacionais, artísticos, políticos, ecológicos...irá acontecer.


Colaboração

  • Hoje em dia e no futuro, tudo é feito em conjunto. A idéia de um artista isolado em casa produzindo sua obra de forma intensa é cada vez mais rara. Mesmo que a expressão artística seja muito individual pela sua natureza, os meios de execução das atividades são cada vez mais coletivos. A interação entre artistas também é uma enorme fonte de inspiração. Ela pode inclusive ser o próprio tema.

  • A cada dia surgem novos "coletivos" em todas as linguagem artísticas. Nesse nível a expressão passa a ser de um grupo e não somente dos seus indivíduos. É um novo (relido) movimento nas artes.

  • Pode ser mais produtivo, interessante e humano fazer junto! A arte coletiva, a co-criação de expressão e soluções, tem seus princípios. Tem seus atrativos no seu fazer. Quando um grupo de artistas se emprenha por uma causa a idéia de criação coletiva se apresenta especialmente adequada porque em si ela mescla os que criam com os que creem. O próprio coletivo é um primeiro público de sua obra. E isso já inicia um movimento de contemplação.

Não vejo muito sentido em sermos artistas de um tempo que já se foi. Apesar de vez ou outra uma certa melancolia nesse sentido me atingir. Mas nosso tempo é esse complexo, instável e surpreendente hoje. Se queremos, com a arte, influenciar, entender e abençoar nossa geração, precisamos investir no desenvolvimento dessas capacidades. A vida é curta e o trabalho é longo.


fotografia de, fotografo de, fotógrafo de, casamentos, eventos sociais, festas, retratos, corporativos, gastronomia, arquitetura, e-commerce, Campinas, Valinhos, Vinhedo, Jundiai, Hortolandia, Sumare, Nova Odessa, Americana  

Escola de, curso de fotografia, aula de, aulas de, mentoria, orientação profissional, empreendedorismo, arte, criativos, criatividade

  • LinkedIn
  • instagram
  • Facebook
  • YouTube
  • Twitter
  • pinterest
  • Flickr
  • SoundCloud
  • medium
  • behance

Charbel Chaves Fotografia

Fotografia | Estúdio | Eventos | Cursos | Marketing

Campinas, SP