Alusão


Uma das palavras que estão intimamente ligadas à natureza da fotografia é “alusão”. A própria fotografia pode ser definida como uma alusão. Aludir é fazer referência a alguma coisa. Uma apresentação indireta (e incompleta) de algo. A fotografia é uma alusão de uma realidade, quase sempre. Ela é uma maneira de mostrar com limites e imprecisões (o que a torna ainda mais interessante) a percepção do fotógrafo sobre a realidade que esteve diante dele.

Mas, do ponto de vista da composição e da narrativa, existem alguns elementos que são mais íntimos da ideia de alusão. Por exemplo, a sombra, a silhueta, o reflexo, o arrasto de movimento (arrasto de obturador) e o fragmento temático.

Veja alguns exemplos:





Já o fragmento temático, é aquilo que remete o observador da imagem à outra coisa ou pessoa que não aquela objetivamente representada. Por exemplo: o buquê remete à noiva, o brinquedo remete à criança, a câmera remete ao fotógrafo e assim por diante.




Dependendo da maneira como usamos esses 4 elementos, podemos fazer uma alusão mais próxima e direta ou mais distante e subjetiva. Essa graduação da alusão fica a seu encargo como fotógrafo(a).


fotografia de, fotografo de, fotógrafo de, casamentos, eventos sociais, festas, retratos, corporativos, gastronomia, arquitetura, e-commerce, Campinas, Valinhos, Vinhedo, Jundiai, Hortolandia, Sumare, Nova Odessa, Americana  

Escola de, curso de fotografia, aula de, aulas de, mentoria, orientação profissional, empreendedorismo, arte, criativos, criatividade

  • LinkedIn
  • instagram
  • Facebook
  • YouTube
  • Twitter
  • pinterest
  • Flickr
  • SoundCloud
  • medium
  • behance

Charbel Chaves Fotografia

Fotografia | Estúdio | Eventos | Cursos | Marketing

Campinas, SP

CNPJ 33.337.161/0001-24