Blog

Conceitos básicos

Lightroom

Negócios

Linguagem

  • Instagram - Cinza Círculo
  • YouTube - círculo cinza
  • Facebook - círculo cinza
  • LinkedIn - círculo cinza
  • Pinterest - círculo cinza
  • Twitter - círculo cinza

Charbel Chaves Fotografia

Fotografia | Estúdio | Eventos | Cursos

Rua Valdemar Bertoldi, 420

Alvorada Parque - Paulínia, SP

+55 (19) 99756-3999

Leia mais!



Desculpe-me mundo pós-moderno, mas eu adoro ler. E adoro ler livros, estes de papel mesmo, com cheiro de papel, textura de papel e idéias organizadas com letrinhas serifadas. Se eu pudesse leria bem mais do que eu leio. Ler ainda é a forma mais intensa, imersiva e prática de ampliar e aprofundar o pensamento. A quantidade de informação disponível na internet e a facilidade de acesso são inegáveis. Mas o livro é uma experiência de ritmo mental mais cadenciado e eficiente pra mim. A internet é rápida demais na maioria das vezes e demanda muito tempo de filtragem de informação, por que a quantidade de material ruim é muito maior que a quantidade informação confiável. Bom, isso é opinião pessoal, você não precisa concordar comigo.

Quero deixar aqui neste post, alguns livros que eu considero a biblioteca fundamental do fotógrafo. Se você não quiser ter muitos livros, tenha esses. Mas, quero fazer uma ressalva. Existem livros (que eu não listei aqui) que são importantes mas são mais efêmeros que estes e estão relacionados à tecnologia vigente. Este livros que eu listei são livros pra "vida toda". Livros de linguagem. E, como toda lista de indicações de qualquer coisa, essa minha lista é questionável e bem pessoal. Então, filtre pelos seus parâmetros e objetivos pessoais. Ok? Vamos lá:

1) A câmera clara, de Roland Barthes. Para mim esse livro sempre será o primeiro dessa lista. Esse livro influenciou todos os fotógrafos que eu admiro.


2) Boris Kossoy Fotógrafo. Adoro folhear. É um livro de linguagem, biografia e portifólio. O autor é um pensador, professor e crítico fotográfico brilhante, além de fotógrafo excelente. Suas imagens são ao mesmo tempo objetivas e cheias de camadas de interpretação. Cada vez que passo por elas descubro coisas novas.


3) Ligeiramente fora de foco, de Robert Capa. Um livro cheio de grandes lições para fotógrafos de todas as idades. O prefácio é especialmente belo e interessante.


4) Sobre a Fotografia, de Susan Sontag. Leia mais de uma vez. Um dos livros mais importantes para o pensamento fotográfico, especialmente se você entende a fotografia como forma de arte.


5) Para entender uma fotografia, de John Berger. Eu não concordo com tudo o que ele diz e pensa. Mas como sempre é preciso fazer, temos que ouvir os argumentos de pessoas brilhantes. E John Berger é, sem dúvida nenhuma, uma dessas pessoas. Junto com Barthes e Sontag, Berger é dos maiores pensadores da linguagem fotográfica e suas implicações na sociedade.


6) A História da Arte, do Gombrich. Muita gente fala de arte, dá pitacos, tem opiniões, diz que isso ou aquilo é arte, mas não tem argumentos. Se você quer entender bem o percurso da arte no tempo, precisa ler este "livrão".


7) A arte moderna e a morte de uma cultura, de H. R. Rookmaaker. O autor é um historiador e crítico cultural protestante importantíssimo do séc 20. Intenso, lúcido e firme em seus argumentos, ele é uma inspiração para mim em termos de conceituação da arte e da relação da arte com a sociedade moderna e pós-moderna. Esse livro me ajuda a entender a crise de criatividade e objetividade do mundo da arte atualmente.


Bem, se eu tivesse que carregar meus livros numa mochila, seriam esses. A biblioteca fundamental. Sei que essa seleção é muito pessoal, mas fazer o que? O blog é meu! kkkk

De qualquer forma, leia. Muito!